01 nov 2019

Qual a importância de um site para a sua empresa?

A importância de um site está na visibilidade que ele traz para empresa, permitindo um maior alcance do negócio para o seu público alvo. Exibindo as informações mais relevantes sobre empresa, o site age  como uma vitrine do negócio, sendo o primeiro contato para muitos clientes em potencial.

Independente do tamanho da empresa ou do segmento de negócio, ter uma página na web essencial para criar uma presença na web e valorizar a sua marca. É difícil pensar em uma marca bem sucedida que não tenha um site na internet, não é mesmo?

Além disso, criar um site nunca foi tão fácil. Com as ferramentas para construção de sites como os criadores de sites e sistemas de gerenciamento de conteúdo, qualquer pessoa pode começar um site facilmente. Assim, um site pode agregar valor mesmo para aqueles que querem ter como uma página pessoal.

Neste artigo, você vai entender a importância de ter um site, e conhecer as vantagens que uma presença na web pode trazer para você e a sua empresas. Vamos lá?

Quais as vantagens de ter um site em relação à rede social?

Há quem pense que as redes sociais são o suficiente para criar uma presença online e interagir com a audiência, mas comparadas com um site, elas são plataformas limitadas. No entanto, isso não quer dizer que elas não tenham utilidade, muito pelo contrário, elas servem como ferramentas de apoio para o site.

Um site promove sua empresa 24 horas por dia, 7 dias por semana. Nenhum funcionário é capaz de fazer isso.

Para ter uma ideia da importância de um site, considere vantagens, como:

  • Credibilidade – um endereço na web fortalece a sua marca;
  • Visibilidade – ajuda a trazer mais visibilidade para sua marca;
  • SEO – permite que seu negócio seja encontrado com mais facilidade;
  • Mais vendas – possibilita técnicas de vendas personalizadas;
  • Métricas avançadas – permite que você entenda melhor o perfil dos seus clientes;
  • Publicidade – oferece flexibilidade na divulgação da empresa;
  • Personalização – liberdade para personalizar a página livremente;
  • Comunicação – disponibiliza várias formas de comunicação com os visitantes;
  • Baixo custo – um site pode sair bem barato ou até de graça.

O site é a vitrine do seu negócio, ele exibe o que você quer que sua audiência veja, exatamente do jeito que você quer. Um site permite que você apresente a sua empresa, com as informações mais relevantes do seu negócio e cause uma boa impressão para os visitantes.

Importância de um site - Site ou rede social?

A rede social serve como um instrumento para facilitar o compartilhamento, proporcionando maior engajamento e interação dos usuários do seu site. Se você tiver um blog no seu site, por exemplo, você pode usar as redes sociais para compartilhar seus artigos e alcançar mais pessoas interessadas no seu negócio.

Quer entender mais sobre a importância de um site e as vantagens que ele oferece? Continue lendo e acompanhe os detalhes das vantagens de ter um site.

Credibilidade e fortalecimento da marca

Todas as empresas e marcas de renome reconhecem a importância de um site. É difícil encontrar um negócio bem estabelecido que não invista numa presença online. Um dos motivos disso está na credibilidade que um site traz para a marca, facilitando o acesso através do seu endereço online.

Importância de um site - Credibilidade

Com o crescente acesso à tecnologia, as pessoas estão constantemente na internet, buscando novas experiências, soluções para os seus problemas, produtos e serviços. Assim, deixando de ter um site, a empresa não só dificulta o acesso para essas pessoas, como também passa a impressão de ser ultrapassada.

Mais visibilidade para seu negócio

Um site traz mais possibilidades para desenvolver a parte de marketing digital na sua empresa, aumentando o alcance do seu negócio para diferentes audiências. Uma estratégia bastante utilizada é a de marketing de conteúdo, em que o conteúdo que é produzido para o site aumenta sua visibilidade e alcance.

Um site é a vitrine para o seu negócio, o seu recurso mais importante. As pessoas vêem suas páginas mais do que qualquer outra coisa.

É comum ver esse tipo de estratégia aplicada em sites de credibilidade em forma de blog. Além da importância do site como uma página inicial, que serve como uma vitrine para a empresa, há também a possibilidade trazer de novidades ou artigos relevantes para o público alvo da empresa, trazendo mais visibilidade para o negócio.

Seja encontrado online no Google

Fazer uma pesquisa na internet antes de tomar uma decisão, comprar um produto ou contratar um serviço, é algo muito comum nos dias de hoje. E a forma mais prática de fazer essa pesquisa é usando um mecanismo de busca, como o Google – o principal de busca na internet.

Importância de um site - SEO

O Google é o site mais acessado na internet, a ferramenta que a grande maioria das pessoas recorre para tirar dúvidas ou resolver problemas. Com um site, é possível investir numa estratégia de otimização SEO (Search Engine Optimization), fazendo com que seu site seja encontrado com maior facilidade na Internet.

Aumento vendas e conversões

Importância de um site - Aumento nas vendas

Com o site, você consegue promover melhor os seus produtos ou serviços, pois você pode definir exatamente o que deve ser apresentado na página. Tendo controle total da experiência que os visitantes têm ao acessar sua página, as chances de conseguir novos clientes e fazer novas vendas aumentam.

Ao criar um site de vendas, por exemplo, você pode criar uma página personalizada de acordo com as necessidades dos visitantes. Um site que traz um formulário para orçamento ou um chat ao vivo para auxiliar o visitante facilita a interação com e, consequentemente, a concretização de um negócio.

Acesso a métricas avançadas

Para quem quer entender melhor o público alvo, conhecer os visitantes e torná-los clientes, um site integrado com ferramentas de análise de dados pode ser a solução. Um site permite a integração com diversas ferramentas, como Google Analytics, que ajudam a entender comportamento dos usuários do seu site.

Importância de um site - Métricas

As métricas obtidas com esse tipo de integração observam o comportamento do visitante desde o momento que ele acessa o seu site, acompanhando todas as suas ações. Isso deixa clara a importância de um site, pois permite que você identifique o que pode ser melhorado na sua página e tenha mais resultados.

Publicidade flexível

A divulgação de um negócio pode exigir um alto investimento nos meios tradicionais, como TV, rádio, revistas e jornais. Com um site, a divulgação pode ser feita completamente pela internet com um custo muito menor. Por exemplo, você pode usar as redes sociais para divulgar gratuitamente.

Tendo seu endereço na internet, você pode divulgar seu site com:

  • YouTube – com canais que compartilhem de clientes em potencial;
  • Podcasts – com anúncios em podcasts de acordo com o nicho;
  • Redes sociais – grupos, comunidades e redes sociais em geral;
  • Blogs – blogs com conteúdos que possam ser relacionados com seu negócio.

Com o site, você pode fazer parcerias com outras páginas, blogs, vídeos, podcasts, e ter o seu endereço online divulgado de várias formas diferentes. Assim, você não fica preso somente a uma plataforma e tem uma liberdade de publicidade muito maior.

Liberdade de personalização

Uma das principais vantagens de ter um site – principalmente quando comparado com uma rede social –, está no nível de personalização que pode ser obtido. Num site, não há um limite para o que pode ser feito ou customizado, é possível criar um site com estilo que você quiser.

Importância de um site - Design

Dessa forma, um site bem personalizado consegue oferecer uma experiência diferenciada para o visitante. Uma forma de conseguir isso é usando temas premium, que permitem uma customização avançada, permitindo que o site tenha uma identidade única.

Interação com clientes

Importância de um site - Interação com clientes

Um bom relacionamento com o cliente é importante para qualquer negócio, e um site traz ferramentas para melhorar a comunicação. Com um site, é possível criar uma área para receber o feedback dos visitantes, como críticas e sugestões, mostrando que a empresa está interessada na satisfação dos clientes.

A depender do tipo de negócio, pode ser interessante exibir depoimentos dos clientes ou casos de sucesso. Além disso, ter testemunhos desse tipo causa uma boa impressão para quem nunca ouviu falar do produto ou serviço. Assim, quem visitar o seu site terá exemplos das vantagens que a sua empresa apresenta.

Baixo custo e pouca manutenção

Com tantas vantagens, criar um site deve ser algo bem complicado, certo? Não, muito pelo contrário! Criar um site é fácil e barato. Investindo pouco, você consegue criar um site e até mesmo começar um negócio completamente online, que certamente tem um custo muito menor do que o de um negócio físico.

Importância de um site - Custo

Para ter uma idea de quanto custa fazer um site, basicamente, você vai precisar de um registro de domínio e de uma hospedagem de sites. O custo do domínio fica em torno de R$ 40 por ano, enquanto o de hospedagem fica na faixa de R$ 10 por mês.

Se você ainda não estiver certo da importância de um site e não quiser fazer esse investimento, é possível experimentar gratuitamente com hospedagem e domínio grátis.

Mas se você quiser algo ainda mais prático, você pode usar um criador de sites. Além de ser gratuito para começar, esse tipo de ferramenta permite que você crie um site simplesmente arrastando e soltando os elementos da página. Assim, mesmo se conhecimento técnico, é possível começar uma página na web.

Comece o seu site o quanto antes

Como você pôde ver, existem muitas vantagens de ter um site, e levando em consideração que é possível começar investindo pouco, não há motivo pra deixar de criar um. Não há dúvidas de que o mercado já entende a importância de um site, basta observar as marcas bem sucedidas.

Ter um site deixou de ser uma exclusividade para empresas grandes há muito tempo. Se você tem uma empresa ou quer criar um negócio online, uma página na web é essencial. Não sabe por onde começar? Confira nosso guia completo de como criar um site e garanta o seu endereço na internet quanto antes!

01 nov 2019

Site institucional: o que é e por que ter um?

Você já possui um site institucional? Muitas pessoas acreditam que não precisam mais criar um site, visto que as redes sociais abrigam muitos usuários. Dessa forma, eles pensam que é mais saudável concentrar todas as forças lá. Porém, isso está longe de ser verdadeiro. Os sites institucionais ainda são muito importantes para as empresas. Além de […]

Você já possui um site institucional? Muitas pessoas acreditam que não precisam mais criar um site, visto que as redes sociais abrigam muitos usuários. Dessa forma, eles pensam que é mais saudável concentrar todas as forças lá.

Porém, isso está longe de ser verdadeiro. Os sites institucionais ainda são muito importantes para as empresas.

Além de manter um canal de contato duradouro com todos os tipos de clientes (inclusive com aqueles que não possuem redes sociais), é uma poderosa ferramenta para aumentar o número de clientes.

Neste post, explicaremos quais são as principais características de um site institucional e as 5 principais vantagens que sua empresa terá caso faça páginas de qualidade. Acompanhe:

As principais características de um site institucional

Um site institucional de sucesso é aquele que foi feito sob medida para suprir as necessidades da empresa, dos clientes e dos principais interessados. Sendo assim, é uma ferramenta importante de comunicação da empresa com o público.

As principais características são:

  • informações atualizadas;
  • páginas rápidas e objetivas;
  • otimização para uso em dispositivos móveis;
  • criação de conteúdo relevante;
  • disponibilização de serviços on-line (quando relevante);
  • visual limpo e conta apenas com as informações necessárias para os usuários.

Todos os pontos destacados são importantes para que as páginas sejam rápidasrelevantes e, por consequência, esteja nas primeiras posições de buscadores como o Google.

5 motivos para criar um site institucional

Listamos 5 motivos importantes para te ajudar a entender quais são os impactos de um site institucional para o seu negócio. Confira:

1. Fortalece a imagem da empresa

A imagem da empresa fica mais forte quando está presente nos principais canais disponíveis. Quando falamos de presença digital, a importância é ainda maior.

Uma pesquisa revelou que mais de 100 milhões de brasileiros estão conectados à internet. Isso significa que as suas ações on-line podem alcançar metade da população do país.

Sendo assim, um número muito maior de pessoas estará disponível para ver os seus conteúdos e passíveis a adquirir o seu produto ou o seu serviço.

2. Passa credibilidade

Se a sua empresa deseja se mostrar “antenada” e mais próxima do cliente, você deve estar representado on-line.

Quando um usuário procura pelo site de determinada empresa, entre outras coisas, deseja saber como ela interage com as novidades do mundo on-line e acessar mais informações que auxiliem o usuário no momento da decisão de qual empresa contratar.

Sendo assim, quando uma instituição não possui uma página na internet, ela já começou atrás dos seus concorrentes.

O motivo é simples: os negócios que não possuem uma página oficial são vistos como ultrapassados e que não possuem tecnologia suficiente para atender aos clientes.

3. Disponibiliza informações importantes

Outra vantagem importante é ter disponível um local em que os consumidores possam consultar informações importantes, atualizadas e confiáveis sobre a empresa.

Além de dados comuns — como dias de funcionamento e horário de abertura e de fechamento —, é interessante divulgar a relação de produtos e de serviços.

Quando os sites destacam os detalhes do que é oferecido, os clientes compram com mais convicção e têm menos chances de se arrependerem.

Mais do que isso, um site institucional que possua uma base de conhecimento, por exemplo, receberá menos ligações sobre suporte.

Nos casos de empresas que atendam presencialmente, se as pessoas conseguem resolver os seus problemas em casa, terão menos motivos para saírem de casa.

As vantagens são várias! Além de melhorar a eficiência da equipe, você deixará o seu consumidor mais satisfeito.

4. Atrai pessoas interessadas

Um bom site institucional deve contar com espaço para blog. Nele, a sua empresa criará conteúdo atrativo e relevante para o seu público-alvo.

Em vez de simplesmente postar conteúdo relacionado aos seus produtos ou à sua instituição, o seu site pode abordar as questões que são mais importantes para o seu público.

Pensando naquilo que as pessoas mais temem e precisam saber antes de tomar uma decisão no processo de compra, você fará com que as pessoas tenham um contato próximo com a sua empresa.

Obviamente, nem todos os contatos (ou leads) se transformarão em clientes. Porém, será mais uma possibilidade de atrair pessoas com o perfil da empresa. Além disso, essa estratégia possui baixo custo se comparado às demais.

As páginas institucionais podem ser bons destinos para campanhas pagas. Se a sua empresa possui eventos ou promoções específicas, é interessante utilizar links patrocinados como Google AdWords ou Facebook Ads para divulgá-las.

Fazer landing pages dentro do seu site institucional fará com que as pessoas tenham mais detalhes sobre o anúncio que acessaram.

5. Aumento o número de clientes

Por fim, caso o seu site seja bem criado e alimentado, você poderá esperar por crescimento no número de clientes.

O 1º motivo para isso está na maior visibilidade que a sua empresa terá no ambiente virtual.

Porém, isso não é tudo. Como vimos, a produção de conteúdo relevante é uma boa arma para que as suas páginas estejam entre as primeiras colocadas no Google.

Dessa forma, pessoas interessadas em comprar produtos ou em contratar serviços oferecidos por você terão, facilmente, acesso aos seus principais dados.

Mais do que isso: um site institucional pode rastrear as pessoas que estão interessadas nos seus serviços e exibir anúncios para que elas reconsiderem a sua oferta.

Ou seja, mesmo que você não tenha uma loja virtual, é possível aumentar as suas vendas.

Você verá como sua empresa estará muito mais segura para crescer caso crie um site útil e importante para os seus usuários.

Vale salientar, porém, que você não deve apostar na criação de qualquer site, mas páginas que agradem os seus clientes em beleza, conteúdo e velocidade.

A criação deverá obedecer planos e objetivos expostos na estratégia de trabalho. Sendo assim, não veja o processo de criação de um site institucional como um mal necessário, mas como uma ferramenta importante e essencial para que a sua empresa cresça.

01 nov 2019

Primeiro site: fazer sozinho, contratar um desenvolvedor ou uma agência?

Você finalmente se convenceu de que é importante criar um site para divulgar seus produtos ou serviços e fortalecer a sua marca. A questão agora é: por onde começar? Afinal, este universo deve ser completamente desconhecido para você. Fique tranquilo que iremos ajudá-lo a identificar quais fatores você deve levar em conta na criação do primeiro site.

O primeiro passo é identificar a dimensão do seu projeto: o objetivo do seu site, as funcionalidades necessárias e sua capacidade de investimento. Essas informações são determinantes para definir se a melhor alternativa é criar o seu primeiro site sozinho, contratar um desenvolvedor ou uma agência.

Qual o seu objetivo com o primeiro site?

Presença Digital

Se o propósito é somente fortalecer a presença digital do seu negócio, ou seja, criar um canal onde as pessoas possam encontrar sua empresa na internet é possível que você consiga fazer o primeiro site sozinho. Existem algumas ferramentas, chamadas de gerenciadores de conteúdo, que oferecem templates editáveis, modelos com estruturas de páginas prontas e customizáveis, que facilitam a criação do primeiro site, como o WordPress. Basta escolher o tema de sua preferência e editar os fragmentos do site, como: cabeçalho, rodapé, blocos de conteúdo, etc.

Mas, antes de avançar nesta questão, vamos detalhar melhor o que é a presença digital e porque ela é tão importante. O especialista em marketing da ESPM, Marcelo Pontes, explicou ao portal Exame.com que, de alguma forma, praticamente toda a população brasileira tem acesso à internet. Neste cenário, é essencial que um negócio tenha um site e utilize as redes sociais para divulgação. A sua marca precisa estar onde o seu público está e, provavelmente, ele está na internet. A boa notícia é que manter uma presença digital é relativamente barato, comparado aos custos para divulgar sua marca em outros canais que não sejam próprios, como TV, revistas e jornais.

Você já ouviu falar que: “se o Google não encontra algo é porque não existe”? Embora seja uma brincadeira, tem uma grande parcela de verdade. O seu negócio ou projeto precisa aproveitar ao máximo o potencial da internet para se tornar cada vez mais conhecido. Se apresentar a sua empresa e fazer com que ela seja encontrada no Google é o propósito do seu primeiro site, você mesmo pode produzir o conteúdo e editar um modelo já disponível. É essencial inserir a sua marca e explicar como o cliente encontra os seus produtos ou serviços: se é por meio de um endereço físico, e-mail, redes sociais, telefone para contato e descrição dos seus produtos e serviços. Também é relevante incluir depoimentos dos seus clientes atuais para reforçar o valor da sua empresa.

E-commerce

Se a proposta do seu site é vender algum produto ou serviço, a complexidade aumenta um pouco, porém, ainda é possível criar um e-commerce por conta própria. Existem plataformas, como o próprio WordPress, que disponibilizam plugins com todas as funções necessárias para uma loja virtual. Outro exemplo é o PrestaShop, um recurso relativamente simples e bastante utilizado. Caso o e-commerce envolva transações bancárias e necessite de funções mais elaboradas, é válido recorrer à ajuda de um desenvolvedor ou uma agência especializada na criação de sites.

Ao criar o seu primeiro e-commerce, fique atento às questões de segurança. A criptografia é essencial para oferecer pagamentos mais seguros. Você sabia que 64% das pessoas abandonam o carrinho de compras por falta de segurança no site onde pretendiam comprar? É o que apontou uma pesquisa do site Blindado S/A, publicada no Blog da Resultados Digitais.

Para vender pela internet é fundamental simplificar a vida do cliente, preocupando-se com a usabilidade desde seu primeiro site. Isso significa deixar os botões de compra bem aparentes, simplificar o acesso ao carrinho de compras, permitir que o cliente adicione e exclua produtos com facilidade. Também é importante deixar visível o meio e as condições de pagamento e os selos de segurança, como Sitelock e o Certificado SSL, por exemplo.

Se você concluir que precisa de um projeto mais complexo e vai orçar com um desenvolvedor, procure conversar com mais de um profissional, explique a sua demanda e a sua disponibilidade financeira. Juntos vocês podem chegar a uma versão do primeiro site que não envolva muito investimento e atenda a necessidade do usuário, garantindo a segurança das informações.

Grandes projetos

Talvez o seu objetivo seja criar o primeiro site de um grande projeto, que pode integrar filiais da sua empresa, vender produtos ou serviços, manter um banco de dados online, oferecer cursos e capacitações, dentre várias outras demandas mais elaboradas. Neste caso, a opção mais interessante pode ser contratar uma agência especializada na criação de sites.

Quanto maior a demanda de trabalho para a criação do primeiro site, maior deverá ser o empenho e a dedicação para concluir o projeto dentro do prazo esperado. Uma agência  conta com profissionais com conhecimento em várias áreas que envolvem a criação de um site, como: redação, design, back end, front end e até user experience.

Se você tem um grande projeto, é indispensável criar um cronograma de entrega para acompanhar o processo de desenvolvimento e verificar passo a passo cada etapa do planejamento. Isso evita a necessidade de muitos ajustes e grandes modificações depois que o projeto já está finalizado.

01 nov 2019

O que é Hotsite, para que serve, como fazer um e exemplos

Você gostaria de desenvolver sites com alto poder de conversão?

Um hotsite, ou landing page, é um tipo de site que possui apenas um objetivo.

Esse objetivo pode ser vender, divulgar um evento, captar leads, agendar consultorias e muito mais.

Então, saber fazer bons hotsites é a base para conseguir executar estratégias de marketing e gerar novos negócios online.

Você quer fechar mais negócios? Quer aumentar a sua lista de e-mail? Gostaria de tornar as suas ações de marketing mais bem-sucedidas?

Então, o seu tráfego não pode ser despejado em qualquer página. Você precisa de um hotsite milimetricamente planejado para que todos os fatores, unidos, contribuam para a conversão.

Nem todos sabem usar todo esse potencial a seu favor para gerar leads, atrair clientes, fidelizá-los e alavancar as vendas.

Com experiência no mercado e uma boa dose de criatividade, você consegue identificar as melhores formas e momentos de utilizar hotsites poderosos.

Esse é um canal de comunicação com o público que serve a um objetivo único, tem prazo determinado e mantém sua estratégia digital focada no resultado o tempo todo.

Você quer e precisa de mais resultados, não é mesmo?

Neste artigo, você terá as respostas que precisa.

Ao longo da leitura, você saberá o que é um hotsite, a diferenças entre site, hotsite e landing page, suas vantagens e como se inspirar nos melhores hotsites.

Se esse conhecimento interessa, fique ligado!

O que é um hotsite?

Hotsite é um site que atende a uma determinada campanha pelo prazo a ela relacionado. Também conhecido como mini-site, tem essa denominação pela finalidade do seu uso. Seu objetivo é divulgar uma ação promocional pontual e específica presente no seu plano de marketing ou comunicação.

Geralmente, essas ações promocionais são temporárias.

Portanto, o ideal é que você crie uma página que também tenha um tempo pré-determinado de vida.

Para que serve?

Talvez você esteja se perguntando: vou ter todo o esforço para criar uma página e depois excluí-la?

É isso mesmo!

Mas calma, a construção de um hotsite não demanda o mesmo trabalho que um site institucional e consegue entregar um resultado bem interessante.

Quer ver?

Se traduzirmos ao pé da letra o termo “hotsite”, temos algo como site quente, feito justamente para chamar a atenção do seu público-alvo para o que você tem a dizer.

Como são páginas mais concisas, hotsites são focados em um objetivo único, servindo para dar destaque a uma ação de marketing.

Porém, mesmo que não demande o mesmo esforço em sua construção, isso não significa que ele pode ser feito de qualquer maneira, ok?

O interessante é montar um layout atrativo, fora do comum e que encante os visitantes.

Afinal, seu objetivo é que eles interajam com a marca por meio de ações exclusivas, não é mesmo?

Essa interação pode ser o cadastro em uma promoção, por exemplo, ou até mesmo jogos inseridos nessa página.

Justamente pelo fato de ter um tempo de vida útil limitado, é imprescindível que o hotsite seja memorável para quem o visita.

Funciona da mesma forma que aquelas campanhas de marketing que ficam marcadas no imaginário do público.

Lembre-se de que a intenção é fazer com que as pessoas comentem sobre a ação, compartilhando seu hotsite e o transformando no assunto do momento.

Características

Agora que você já sabe o que é e para o que serve um hotsite, conseguiria me pontuar as características de um?

Para identificar um hotsite não precisa ser um mestre do marketing digital.

Na verdade, suas características são bastante objetivas.

Primeiramente, e como já dito, são páginas criadas para uma ação específica de marketing, fazendo uso de um domínio adicional ou subdomínio.

Assim como algumas campanhas de marketing, um hotsite fica por um curto período de tempo no ar.

Sua estrutura é bem mais concisa que a de um site normal e seu conteúdo é mais direto e objetivo.

O foco principal é gerar conversões de alguma forma, seja inscrições através de um formulário, pedidos, agendamentos, ou seja, uma forma de contato.

E por fim, mas não menos importante, um hotsite precisa ter um grande apelo visual.

Você precisa chamar a atenção da galera para que haja algum tipo de interação com o usuário e, consequentemente, gerar as conversões.

Viu que para identificar um hotsite você não precisa de nenhuma fórmula mágica?

Hotsites são usados em quais situações?

Não é novidade que a internet tem o poder de proporcionar uma série de facilidades e vantagens na hora de divulgar seus produtos e serviços ou as novidades da marca.

Por outro lado, o que talvez você talvez ainda não saiba é que utilizar um hotsite pode ser uma ótima estratégia de divulgação.

A interatividade com os clientes e o alcance é muito maior através desse instrumento.

E isso deve ser aproveitado quando a sua empresa precisa dar destaque a uma determinada ação.

Mas, afinal, em quais situações é ideal o uso de um hotsite para impactar ainda mais seu público-alvo?

Selecionamos algumas dessas situações nas quais você pode tirar proveito dessa estratégia, confira!

Promoções

Usar um hotsite para realizar promoções pode proporcionar resultados bem eficazes, assim como atrair um grande público para a sua marca.

Para garantir o sucesso da estratégia, certifique-se que ele contenha as informações da promoção.

Não podem ficar de fora:

  • Forma de participação
  • Cadastro
  • Regulamento
  • Seção de perguntas mais frequentes, principalmente para perguntas relacionadas aos prêmios e ao sorteio.

Lançamentos de produtos e serviços

Essa é uma das situações mais recorrentes no uso de hotsites.

Um bom exemplo vem do segmento imobiliário, mas não é só ele que se vale desse artifício.

Um hotsite é perfeito para dar um destaque maior em lançamentos de novos produtos ou serviços diversos.

Essa estratégia é uma boa opção quando se quer criar uma expectativa no público, como uma espécie de teaser.

Além disso, a ferramenta permite dar mais informações sobre o que está por vir, atiçando ainda mais a curiosidade de todos.

E como um hotsite permite também uma maior interação entre o site e o usuário, ele fomenta uma divulgação natural em torno do que a empresa pretende lançar.

É simplesmente perfeito!

Eventos

Outra situação bastante recorrente são os eventos.

Geralmente, são ocasiões especiais e, por isso, é altamente recomendado fazer o direcionamento do público-alvo desse evento para apenas um lugar, como o hotsite.

Isso permite uma certa personalização de acordo com o público que vai participar do evento, sendo uma forma de comunicação mais assertiva.

Além disso, para ficar mais completo ainda, o hotsite pode e deve contemplar todas as informações do evento, como data, local, conteúdo programático, como participar, inscrições, contato, entre outras.

Afinal de contas, você quer que seu público consiga chegar no evento sem nenhuma dificuldade, não é mesmo?

Datas comemorativas

Assim como os eventos, é possível aproveitar datas comemorativas também para promover e divulgar a marca, além de buscar aumentar as vendas.

Datas de aniversário e até mesmo épocas para um grande anúncio são perfeitas para o uso de um hotsite.

Se bem executado, ele irá chamar a atenção do público que você quer atingir, criando uma expectativa e uma maior interação com os consumidores.

Todos nós gostamos de nos sentir especiais, não é mesmo?

Por isso, abuse das estratégias de marketing digital, como ações personalizadas.

Elas têm um grande poder de deixar o público mais cativado e aberto, o que pode proporcionar mais vendas.

Se tudo for bem planejado, não tem como não dar certo.

Posicionamento de marca

É comum no mundo dos negócios as marcas passarem por uma repaginação em determinado momento.

O objetivo está na manutenção da atratividade junto ao público, além de buscar novos parceiros e clientes.

Como estamos falando de um momento especial, essa transição deve ser feita com atenção aos detalhes – e um hotsite é a ferramenta perfeita para isso.

Ele pode contar toda a história da empresa, o que está mudando, porque está mudando, como será a relação com o mercado, a sociedade e o consumidor a partir de agora, entre outras informações.

O hotsite é uma ferramenta de marketing digital que possui um objetivo muito específico, concentrando informações e conteúdo vitais para a sua ação em apenas um lugar.

Direcionar seu público para ele é uma ótima maneira de criar um relacionamento mais próximo e expandir para outros meios.

Lembre que, quanto mais pessoas acessarem o hotsite, melhor será o seu resultado.

Foque na qualidade para alcançar quantidade.

Vantagens do hotsite

Ao chegar até aqui, você já deve ter uma noção clara sobre como é importante criar um hotsite e tudo o que retorna de positivo dele.

Mas vamos ampliar um pouco isso.

É hora de descobrir em detalhes quais são as vantagens que um hotsite oferece e porque é importante apostar nessa ferramenta de marketing digital.

Gera destaque

O hotsite vai dar um grande destaque para a sua ação, seja qual for a sua finalidade: promoções, lançamento de um novo produto, divulgação de um novo serviço, eventos, etc.

Oferece dinamismo

Nele, é possível colocar informações relevantes para aquele anúncio de maneira mais dinâmica, apresentando um vídeo, fotos, textos técnicos, entre outras possibilidades.

Fomenta a interatividade

Além disso, o material pode ser completamente interativo com o público-alvo, que será o foco principal do hotsite.

O uso de jogos é um bom exemplo.

É mais barato

Outro ponto positivo é que seu custo é menor do que outra ferramenta.

Isso acontece porque demanda menos esforços no seu planejamento e na sua criação.

Além disso, fica apenas um curto período de tempo no ar, diminuindo o custo na manutenção.

Aposta na personalização

Por último, mas não menos importante, uma vantagem é a personalização do endereço eletrônico do hotsite de acordo com a campanha de divulgação e do objetivo da página.

É um detalhe que faz toda a diferença.

Qual a diferença entre site e hotsite?

A vida útil é a característica que mais claramente diferencia um site de um hotsite.

Mas não é somente isso.

Fica óbvio dizer que os sites são as principais páginas das empresas na internet, e estão ali para representá-las enquanto a marca existir.

É lá que estão informações institucionais, a história da companhia, sua missão, os produtos ou serviços, a loja virtual, os canais de atendimento ao público, etc.

É nesse ponto que reside a principal diferença entre site e hotsite: o tempo no ar.

Ao contrário dos sites, os hotsites ficam disponibilizados por um determinado período, semanas ou meses, pois estão diretamente ligados a uma ação pontual.

No momento em que ela atinge seu objetivo e é encerrada, o hotsite a acompanha.

Além disso, ele geralmente possui maior apelo visual, com um design mais atrativo e chamativo, com maior possibilidade de atrair seus visitantes.

Por isso, o design de um hotsite vai mais de acordo com a ação comunicacional proposta e não necessariamente com a identidade visual de toda a empresa.

É comum que essa estratégia de marketing digital apresente uma linha comunicacional independente da linha geral da empresa.

Ele é pensado, planejado e proposto especificamente para a ação e de acordo com ela.

Quanto ao domínio, geralmente os hotsites são feitos em subdomínios ou até domínios adicionais, que permanecem ativos somente enquanto a ação durar.

Qual a diferença entre hotsite e landing page?

Talvez você esteja se perguntando: um hotsite não seria a mesma coisa que uma landing page?

De fato, há semelhanças que levam a esse entendimento.

Mas não se engane.

Mesmo sendo páginas parecidas, existem diferenças pontuais de um para o outro.

O hotsite é feito para destacar uma ação de marketing pontual ou uma divulgação e converter isso em contatos, inscrições, pedidos, etc.

Já a landing page é mais relacionada à oferta de um produto ou infoproduto, geralmente, com objetivo de converter o acesso em uma venda.

Por exemplo, se um usuário buscar por um serviço nas pesquisas do Google, ele pode clicar no link e cair diretamente na página específica do serviço ou produto.

A landing page é feita dentro do site principal, ou seja, costumam ter o mesmo domínio e possui um link para outras páginas.

Já o hotsite não faz, necessariamente, link para outras páginas do site principal.

São pequenos detalhes, mas que ajudam a entender que os conceitos são únicos, apesar de guardarem certas semelhanças.

Como fazer um hotsite

Como você já deve ter percebido, os hotsites são uma ótima opção para a sua empresa manter uma eficaz presença online.

Mas afinal, como fazer um hotsite?

Em relação à estrutura, ou seja, como a página é concebida, hotsites não se diferenciam muito dos sites comuns.

Porém, selecionamos alguns pontos para serem analisados quando se for criar um.

  • Objetivo: primeiramente, defina o objetivo principal do seu hotsite. É o lançamento de um novo produto? A divulgação de um evento?
  • Público-alvo: para quem essa ação vai ser voltada? Qual o tipo de linguagem se deve usar?
  • Design: hotsites precisam ter um grande apelo visual, por isso, utilize cores fortes, fontes chamativas e um tom persuasivo. Lembre que não precisa seguir, necessariamente, a identidade visual completa da marca.
  • Interatividade: o foco é obter alguma interação com o usuário. Certifique-se de manter a página dinâmica. Aqui, você pode até mesmo inserir pequenos jogos.
  • Domínio: crie subdomínios ou domínios adicionais específicos para essa ação.
01 nov 2019

Diferença Entre Blog e Site

O que é site

Para que você entenda melhor, vou começar explicando o que é um site. Um Site (Sítio, em português) ou Website (Sítio ou lugar na Web) é basicamente qualquer página online com algum hipertexto. Não importa se existe apenas uma página ou uma página index com acesso a milhares de outras páginas, estas ainda serão um site, independente da quantidade.

Seguindo a explicação acima, podemos afirmar que todas as páginas ou conjunto de páginas presentes na Web são Sites.

Abordarei em um artigo futuro a diferença entre os tipos de site (Loja Virtual, Blog, Fórum, Hotsite, etc).

O que é Blog

O Blog é um site assim como qualquer outro, porém, possui uma estrutura que permite a sua atualização através de artigos ou de posts. Geralmente a estrutura da sua página inicial exibe os últimos artigos publicados, sendo o mais recente no topo e os mais antigos um abaixo do outro.

Podemos afirmar que todos os blogs são sites, porém, nem todos os sites são blogs.

Diferença Entre Blog e Site

Diferença Entre Blog e Site

Como você deve ter percebido, a principal diferente está na forma com que o conteúdo será apresentado ao leitor da página. Um Site irá apresentar um conteúdo mais formal, com páginas sobre a empresa ou serviço da marca. O Blog apresenta uma estrutura de posts, organizados em categorias ou tags. Geralmente os blogs possuem uma linguagem mais informal e atualizações com novos conteúdos mais frequentes que os Sites.

Blog

  • Páginas com atualizações frequentes;
  • Conteúdo organizado por categorias e tags;
  • Linguagem informal;
  • Atualizado com artigos ou posts.

Site

  • Páginas com poucas atualizações;
  • Conteúdo organizado por um mês principal;
  • Linguagem formal
  • Com informações de produtos, serviços e contato da empresa

Site e Blog Não São “Concorrentes”

É importante você saber que os Sites e Blogs não são concorrentes, melhor ou pior que o outro. Cada um possui uma finalidade e atende uma determinada demanda. Em muitos casos as empresas ou pessoas adotam as duas soluções como estratégia. É comum acessarmos um site institucional e este possuir um link para acesso ao blog da mesma marca, onde ambos formam um único Site, dentro do mesmo Domínio.

Aprenda o que é domínio na aula 1 do Curso de Hospedagem e Domínio.

Exemplos de Sites e Blogs

Qual Escolher

Um site tem o objetivo de informar seus leitores sobre uma empresa, pessoa, produto ou serviço. Geralmente possui páginas como Serviços, Portfólio, Contato, Quem Somos, etc.

O Blog tem o objetivo manter seus leitores atualizados sobre um ou mais assuntos, através de artigos (posts). É comum ser usado pelas empresas como ferramenta para comunicação com os seus clientes. Também é muito usado como estratégia para atrair pessoas interessadas em um determinado assunto e prospecta-las como cliente.

Analise qual a melhor opção para atender a sua demanda. Ressalto que, você não precisa escolher apenas uma solução, você pode ter um Site e Blog na mesma hospedagem de site, caso precise.

Conclusão

Agora que você já sabe a diferença entre Blog e Site, poderá escolher qual solução atende a sua necessidade (ou as duas). Lembre-se que, de qualquer forma você terá um Site na Internet. O que muda é a forma que o conteúdo será apresentado para os visitantes do Site.

18 fev 2015

O que é Ecommerce e Como isso Funciona?

Se você está pesquisando sobre como montar um negócio para vender produtos na Internet, você está prestes a se juntar a um grupo de milhares de empreendedores que escolheram um nicho de mercado e foram se aventurar no mercado de E-commerce.

Ecommerce ou e-commerce, cada um escreve de um jeito rsrsrs… é um termo em inglês para comércio eletrônico, que se trata vender através da Internet.

Geralmente são vendidos produtos ou serviços que estamos acostumados a ver por ai quando caminhamos em um shopping.

Na verdade hoje em dia a internet facilita a venda de quase tudo que existe, basta você fazer anúncios em sites de classificados ou compartilhar algo relevante nas redes sociais, que rapidamente surgem dezenas de interessados em negociar o que você está vendendo.

Temos que filtrar algumas coisas para não descaracterizar o e-commerce hoje em dia.

Eu considero E-commerce, quando:

  • O empreendedor constrói uma loja virtual,
  • O empreendedor vende produtos em outras plataformas online,
  • O produto não importa, pode vender na realidade qualquer coisa, desde que seja online,
  • O processo de pagamento tem que ser online, ou seja, o cliente não precisa telefonar pra ninguém,
  • ele entra no site,
  • escolhe os produtos e efetua sua compra,
  • o pagamento tem que ser processado online,
  • a loja recebe o pedido,
  • despacha pela transportadora e
  • o cliente recebe no endereço informado.

Isso é E-commerce.

Um Pouco da História do E-commerce

O Ecommerce é um mercado relativamente novo no Mundo e no Brasil, desde o surgimento da primeira loja virtual (decente) no inicio dos anos 90 até hoje, temos cerca de 22 a 25 anos, não sabemos ao certo.

Esse mercado se impulsionou quando por volta de 1994, um americano chamado Jeff Bezos, iniciou com pouquíssimo investimento na garagem de casa, uma loja virtual para vender livros. Essa empresa criada despretensiosamente se tornou a gigante Amazon que hoje com certeza você conhece.

amazon-1994

A história do Ecommerce no Brasil seguiu esse caminho também, um empreendedor Brasileiro chamado Jack London em visita aos estados unidos, ouviu alguém falar sobre o que a Amazon estava fazendo. Ele viajou para Seattle sede da Amazon e bateu na porta eles, pedindo para conhecer a empresa e aprender um pouco. Gostou do que viu.

Voltou para o Brasil e se empenhou em montar a Booknet, primeira loja virtual Brasileira que foi ao ar em fevereiro de 1996.

Se hoje ainda existem dificuldades para montar um ecommerce imagina na época, não existiam plataformas de ecommerce, gateways de pagamento, redes sociais, Google, nada parecido com o que temos hoje, a internet no Brasil não tinha nem 20 mil usuários. Deve ter sido difícil mas ele conseguiu.

O site prosperou com muita rapidez, “bombou” mesmo, a empresa chegou a abrir o capital na Nasdaq (Bolsa de Valores de Empresas de Tecnologia em Nova York) e alguns anos mais tarde, Jack London vendeu o site para outro grupo de empresários. A BookNet encerrou suas operações e internamente foi se reestruturar, alguns meses mais tarde voltando com outro nome que você deve conhecer, Submarino.

Depois disso o mercado de vendas online foi se popularizando e crescendo muito rápido, logo surgiu o Ebay nos estados e posteriormente o Mercado Livre no Brasil.

As grandes lojas que temos hoje como Americanas, Saraiva entre outras, entraram no mercado no fim dos anos 90 e inicio dos anos 2000.

De lá pra cá o mercado vem crescendo muito no Brasil e no Mundo. Estima-se que atualmente o E-commerce no mundo já soma mais de 1 Trilhão de Dólares em vendas anualmente.

No Brasil faturou cerca de R$ 35 Bilhões em 2014, foram cerca de 103 milhões de pedidos, feitos por mais de 50 milhões de brasileiros.

Mesmo com esse forte crescimento, as expectativas para o ecommerce nos próximos anos continuam muito boas, mesmo com a economia do Brasil vivendo maus momentos como o que está ocorrendo agora (2015).

O mercado prevê R$ 43 Bilhões de faturamento para esse ano 2015, além disso, um crescimento continuo na casa dos 15% até 2022.

O que é Ecommerce? – Tipos de Ecommerce

ecommerce-tipos

Tradicionalmente nós temos no Brasil três tipos de categorias de ecommerce, são elas o B2C (Business to Consumer) que é o mais popular, B2B (Business to Business) e C2C (Consumer to Consumer).

B2C (Business to Consumer): Essa é o ecommerce tradicional onde fabricantes, revendedores e/ou varejistas criam suas lojas virtuais para vender para consumidores finais. Esse é o varejo tradicional.

B2B (Business to Business): Não tão massificado ainda no Brasil, são lojas virtuais criadas por Fabricantes ou Distribuidores com objetivo de vender exclusivamente para empresas, em geral revendedores menores que irão vender o produto para o consumidor final no varejo. Basicamente esse é Ecommerce de Atacado.

C2C (Consumer to Consumer): Aqui são enquadrados sites onde qualquer pessoa pode cadastrar um produto e vender para outra pessoa. O exemplo mais comum é o Mercado Livre mas também podemos enquadrar sites de classificados como OLX e Bom Negócio.

Como Começar um Ecommerce

ecommerce-como-começar

Se você atua com comércio de produtos e quer expandir seus negócios vendendo pela internet, investir em um projeto de ecommerce pode ser um grande negócio.

Entretanto, esse é um mercado complexo e muito concorrido, não se trata apenas de montar uma lojinha na internet, é muito mas complicado que isso.

Se você começou a pesquisar esse mercado agora, a primeira coisa que eu te recomendo é que você estude um pouco esse mercado, aqui no Blog Ecommerce na Prática tem muito conteúdo pra você fazer isso. Procurar um Curso de Ecommerce online é uma grande sacada também.

Procure montar um planejamento objetivo para o seu negócio, não precisa ser um plano de negócios com “trocentas páginas”, afinal, as maiores empresas do mundo foram criadas sem isso.

Siga um Método, algo que já foi testado, validado e comprovado na prática!

Nós temos um Curso que pode lhe ajudar muito nesse processo, é o Ecommerce do Zero, ele vai te ensinar o passo a passo necessário para criar seu negócio do zero e atingir seus primeiros caminhos de venda, saiba mais assistindo a palestra abaixo:

Mega Fácil Sites All rights reserved
Top